Doe Sangue
Doe
Sangue
Menu

Fala, Doutor!

A coluna Fala, Doutor! é um canal entre a instituição e você.

O nosso objetivo é orienta-lo para promoção de saúde e qualidade de vida, portanto participe enviando suas dúvidas que estaremos selecionando e respondendo com o auxílio de nossos médicos especialistas.

Diabetes atinge grande parte da população: saiba como identificar os sintomas

Por Dra. Luiza Fachin

 

 

 

 

 

Embora Novembro tenha sido utilizado como o mês da conscientização sobre o Diabetes, o alerta, no entanto, precisa ser constante.

O diabetes mellitus é considerado um dos maiores problemas de saúde pública na atualidade. O número de casos de diabetes tipo 2 (DM2) vem aumentando nas últimas décadas em decorrência do aumento do sedentarismo e da piora dos hábitos alimentares.

Porém, muitas pessoas ainda não têm o diagnóstico e o tratamento adequados, geralmente, por falta de informação. Por isso, é essencial compreender um pouco do que se trata, visto que, essa doença pode causar graves consequências e resultar em prejuízo para saúde.

Existem dois tipos de diabetes: O tipo 1 e o 2.

No diabetes tipo 1 ocorre a destruição (autoimune) das células do pâncreas produtoras de insulina. O diagnóstico acontece, em geral, durante a infância e a adolescência, mas pode também ocorrer em outras idades.


Já no diabetes tipo 2, o pâncreas produz pouca insulina ou o organismo não é capaz de utilizá-la corretamente. Esse tipo é mais comum em pessoas com mais de 40 anos que estão acima do pesosedentárias e não têm uma alimentação saudável. Menos frequentemente, os mais jovens podem ser acometidos.

A obesidade ou sobrepeso, a hipertensão, o sedentarismo e a história na família de diabetes são fatores de risco para o desenvolvimento futuro de diabetes.

Os diabéticos podem sentir cansaço, muita sede, visão turva, dormência nos pés e nas mãos. Além de perder peso, urinar muito e várias vezes, ter infecções de repetição e dificuldade de cicatrizar feridas.

É importante ficar atento à presença desses sintomas. Mas lembrar que eles podem ser leves ou estarem ausentes no diabetes tipo 2. Por isso, é necessário procurar seu médico para uma avaliação adequada e ter o diagnóstico de forma precoce.

A principal forma de prevenir o diabetes é melhorar os hábitos. Ter uma alimentação saudável e fazer atividade física regularmente.

Após o diagnóstico, além de manter os bons hábitos de saúde, deve-se manter o tratamento medicamentoso durante toda a vida para evitar as complicações, como: cegueira, problemas renais, amputações de membros, infarto do coração, o derrame cerebral, entre outras.

Por este motivo, é essencial o apoio, respeito e atenção dos profissionais de saúde e também dos familiares e pessoas mais próximas dos diabéticos para que o tratamento seja feito de forma correta.

 

Dra. Luiza Fachin - Endocrinologista

 

 

Comentários


Telefone 28 2101-2121

Endereço Rua Dr. Raulino de Oliveira, 67
Centro - Cachoeiro de Itapemirim - ES
CEP 29300-150

 

 

Santa Casa de Misericórdia de Cachoeiro de Itapemirim

 

Vagas para deficientes

VAGAS PARA DEFICIENTES
A Santa Casa de Misericórdia de Cachoeiro de Itapemirim está com seleção para Contratação de PCD (Pessoas com Deficiência) e /ou reabilitados o INSS. Basta procurar o Setor de Recursos Humanos do Hospital, localizado na Rua Dr. Raulino de Oliveira, 71, Centro, ou cadastra currículo pelo site. Mais informações pelo telefone 28 2102-2121.

Mais informações?

Cadastre seu nome, cidade e e-mail nos campos abaixo e receba notícias sobre a Santa Casa

Copyright © Hospital Santa Casa de Misericórdia de Cachoeiro. Todos os direitos reservados.